sexta-feira, 29 de junho de 2012

Primeira Papinha

Mamães, hoje vou colocar uma receitinha básica para a primeira papinha. Os créditos dessa receita vão para a pediatra da Cat, a Dra. Raquel Quiles, pessoa a qual confio muito. # Fica a dica para quem ainda não tem pediatra!


Crédito Foto: babydicas.com.br


Ingredientes:
- 100 g de carne (boi, frango ou gema de ovo cozida) cortada em pedaços pequenos,
- 1 colher de sopa de cereal (arroz, milho, fubá, macarrão, aveia, etc)
- 1 legume / tubérculo (cenoura, batata, beterraba, ababrinha, chuchu, mandioca, abóbora, couve-flor, etc)
- 1 colher de sopa de leguminosa (grãos - feijão, ervilha, lentilha, soja, grão de bico, etc)
- 1 folha verde (couve, escarola, espinafre, repolho, almeirão, agrião, etc)

Preparo:
Coloque em uma panela 1/2 litro de água filtrada fria. Junte os ingrediente numa panela e leve ao fogo. Quando estiver tudo molinho amasse com o garfo.


PS: Pela primeira vez vi uma utilidade para o mixer lá de casa. Ao invés de amassar no garfo eu bato as papinhas no mixer. O bom é que você pode controlar a textura de acordo com as pulsadas no aparelho. Eu sempre deixo a consistência da comida mais para pedaçuda do que para líquida.


Orientações:
- Não bata os ingredientes no liquidificador, porque além de prejudicar o processo de mastigação, estaremos tirando a oportunidade da criança conhecer os sabores e as texturas dos alimentos.
- Dê a sopa com colher.
- Começe dando pequena quantidade de sopa e vá aumentando gradativamente até deixar resto.
- Dois a três dias depois do início da sopa, coloque uma colher de chá de óleo (azeite) e outros temperos como cebola, alho, cheiro verde, tomate.

Dicas:
- Varie a sopa trocando os alimentos um por vez.
- Quando a criança estiver aceitando bem a comida, coloque pelo menos 2 alimentos dos grupos de legumes e verduras.
- O suco (ou papa) de fruta pode ser dado(a) de sobremesa, inclusive, os sucos de frutas cítricas, pois melhoram a absorção do ferro da dieta.


Acostumado com o sabor adocicado do leite e das frutas, o bebê terá agora que aprender a gostar dos alimentos salgados! Se a criança não aceitar a papa ou sopa salgada, nunca ofereça a mamadeira, porque eles podem preferir o leite a comida, pois além do gosto já conhecido, é de mais fácil ingestão. Caso desista da comida e ofereça a mamadeira, será mais difícil da criança se acostumar com os alimentos salgados e sólidos. Por isso, caso ela não queira comer no momento, o certo é esperar algum tempo e tentar oferecer novamente a comida quando estiver com mais fome.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Faça Certo - Cadeira de Bebê Carro INMETRO

Mais um vídeo da série Faça Certo. Desta vez o alerta vai para o dispositivo de retenção infantil, ou seja, as cadeirinhas de carro para bebês. O objetivo é conscientizar o consumidor sobre a importância do uso correto do produto.

Faça Certo - Berço Infantil INMETRO

O INMETRO lança vídeo sobre berços infantis, alertando os pais e/ou responsáveis sobre possíveis riscos de segurança e ainda dá dicas de como escolher o produto mais apropriado para seu bebê.


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Diário da Cat - 6º mês

Ebaaaa...até que enfim meus braços pararam um pouco de doer!!!kkk. Sei que todo mundo pensa:
"- Credo que mãe má (má eu não digo, mas estranha com certeza) que não gosta de segurar criança no colo!!!" Sim, é isso mesmo, eu não gosto...LIBERDADE, pernas para andar e asas para voar!!!kkk

Enfim a Cat começou a sentar sozinha, que ma-ra-vi-lha!!! É claro que nos primeiros dias ainda com o tronco um pouco molinho, deu umas caidinhas e poff com a cabecinha no chão (e foram duas vezes). Ow, coitadinha!!! Um pouquinho de chororô, uns beijinhos e pronto. Encaro tudo isso como etapa de aprendizado...kkk.

Este foi um mês muito esperado, finalmente a Cat iria deixar de ser pagã e ser batizada. Escolhi minha irmã e meu cunhado para serem os padrinhos. Nós a batizamos numa paróquia católica bem bonita, no Morumbi, a Paróquia de São Bento. Lá não tem essa burocracia toda de documentos como certidão de batismo dos pais e padrinhos, basta apenas levar RG e comprovante de residência, um adianto para muitos casais pais não-casados. Fica a dica! A mãe avessa também não batizou a filha de branco...por mais que as vovós curtissem aqueles madriões (vestido branco compriiiiiiido), eu lancei um vestido amarelo, Ralph Lauren, mas amarelo!!!kkk

Madrinhos mágicos!!!

Outro momento especial foi nossa ida ao Guarujá num lindo dia de sol!!! Vovó, mamãe e Catarina foram sentir a brisa do mar e molhar o pé na água para tirar as iquisiras...kkk. Achei que ela não tinha curtido muito, porque fez uma careta ao encostar o pé na água, mas acho que era porque estava bem geladinha. Mas foi legal e rendeu várias fotos. =D

Pela 1ª vez o mar!!!

E para fechar o post com chave de ouro, ainda teve a comemoração da primeira Páscoa. É claro que seguindo a tradição das roupinhas maravilhosas da vovó, esta coelhinha não poderia passar desapercebida!!!

Feliz Páscoa!!!

Ahhh...está vendo como esqueço das coisas. Neste mês surgiram os primeiros dentinhos. Despontaram os dois incisivos inferiores centrais. E tome mordidas...kkk.


terça-feira, 26 de junho de 2012

Diário da Cat - 5º mês

Vamos agilizar o setor, porque daqui a pouco a Catarina completa 1 aninho e ainda nem terminei o diário...kkk.

No quinto mês "para nossa alegria" a Cat começou a comer o pé....kkk. Tudo bem, confesso que a mamãe ajudou um pouquinho ensinando como se faz. Mas o legal foi saber da pediatra dela que isso é coisa para bebês de 8 meses. É claro que a mamãe estufou o peito de tanto orgulho da filhota apressadinha!!!

Comendo o pé...hummmm

Mês de fevereiro é mês de carnaval. O bolinho e a roupinha deste mêsversário foram especiais. Adooooro essas datas em que fazemos uma produção especial na Cat!!! A fantasia na verdade eram peças transformadas do próprio guarda-roupa, na verdade da própria cômoda...kkk. Pegamos um body de mulher maravilha que comprei na Baby Rocks e um shortinho azul no qual colamos umas estrelinhas de tecido. A faixinha na cabeça é artesanal, feita com fita de cetim colada em papelão. Ficou legal né?!

Além disso, a Catarina estava quase sentando sozinha (ainda com apoio). Com bem mais coodernação motora ela já conseguia segurar a mamadeira sozinha. Por falar em mamadeira comecei a ensiná-la a beber copos de treinamento, daqueles pequenos com alças e bico de silicone flexíveis, melhor ainda se for anti derramamento...kkk. Minha sugestão: marca Avent. Para mim o quanto antes tirar esse h´bito de mamadeira melhor!!!

Ahhh...ela também sabe quem é a Catarina e atende pelo nome. Preciso agora dizer como um mantra o nome completo dela para quando precisar dar aquela bronquinha mais enérgica dizer...Catarina Midori Watanabe Frade, porque a bichinha está cada dia mais levada da breca!!!

É Carnaval!!!

Uma coisa importante nesse mês foi que comecei a introduzir frutinhas no cardápio da Catarina. Fizemos um planejamento para minha volta ao trabalho, de forma que no dia do retorno ela já estivesse comendo papinhas salgadas. Iniciamos com 1 semana de papinha ou fruta amassadinha em substituição a uma mamadeira, sendo de manha ou a tarde. Na semana seguinte incluímos a papinha salgada apenas no almoço e prolongamos por mais 7 dias. Passado este período, adicionamos a janta. Vou procurar a receitinha da primeira papinha da pediatra e posto aqui para vocês. Assim, quando eu voltei a trabalhar ela já podia se virar bem sem o peitinho da mamãe.

E a rotina de alimentação dela a partir desse dia se resume:

05h30 - mama no peito
08h30 - mamadeira de LM* (leite materno) ou LA (leite artificial) - consegui tirar leite até o 8º mês, a partir disso a produção de leite diminuiu bastante e hoje ela mama mamadeira de LA - Aptamil 2
10h - fruta (mamão, abacate, banana com aveia, pera, maça, morango) ou suco (laranja lima, maça)
12h - almoço
14h - mamadeira de LM ou LA 
16h - fruta ou suco
18h - janta
20h30 - mama no peito

Observação importante: quando introduzimos a janta...houve o maior episódio de intestino preso!!! Que após alguns dias solucionamos com o tradicional supositório de glicerina...kkk.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Meias Anti-Derrapantes

Idéia boa a gente compartilha!!! =D

Achei o máximo o post do blog da Estefi Machado. A idéia dela foi tranformar meinhas simples nas caras meias anti-derrapantes. É super fácil, e uma boa oportunidade de colocar a imaginação a prova!!! 

Demarque bem o solado, para saber onde colocar o anti-derrapante. Feito isso, com a tinta emborrachada Acripuff, da Acrilex, faça várias pintinhas, do jeito que quiser. Podem ser riscos, xadrez, como preferir. Espere secar, e então só depois de passar o secador quente é que fica o aspecto de emborrachado. Pode passar a ferro também. 

Ela ainda deu uma incrementada nas meias fazendo aplicações em feltro...Olha que bacana o resultado!!!

Meia emborrachada decorada
Crédito: Estéfi Machado


Diário da Cat - 4º mês

O bom era escrever os posts assim que se completa o mês. Escrever assim, a posteriori, faz eu esquecer de quase tudo....ahhh. Cada dia é uma coisinha nova, que geralmente no dia faz nossa alegria, mas tão corriqueira a ponto de hoje ser esquecida.

Mas de uma coisa é certa, fui nesse mês que começou a fabricação initerrupta de baba!!!kkk. Pensei que era o surgimento dos dentinhos, mas que nada!!! Era baba espontânea. Não podia colocar uma roupa limpa que em segundos estava toda melecada...ecaaa. Saia toda bonitinha, mas sempre de babador. Nossa, e haja babador. Dizem que os bebês descobrem o mundo pela boca (para os estudiosos isto é a chamada "fase oral"), deve ser verdade...

A Catarina também começou a rolar pra cá e para lá. Tão bonitinho...kkk. Outra coisa que ela aprendeu é brincar com as proprias mãos, olhar seus dedinhos, passar a mão em diferentes texturas. A sonorização também ficou mais evidente, começando a falar as primeiras sílabas.

Cada descoberta é uma alegria...

Cat e o babador!!!

terça-feira, 12 de junho de 2012

Testado e Aprovado - Cadeira Lanche Burigotto

Estava procurando uma cadeirinha de alimentação para a Catarina, porque a cada dia era mais difícil dar comida sem usar uma. Antes, minha mãe e eu, improvisávamos com o carrinho (daqueles tipo guarda-chuva, bem simplinho), mas essa tática já não estava funcionando...

Postei há algum tempo atrás, uma dica de cadeirão de pano, bem interessante por sinal. Mas achei que, como minha mãe que usaria a cadeira com a Catarina a maior parte do tempo e ela é meia avessa a essas modernidades, não seria tão receptiva a esse tipo de modelo, e portanto não daria muito certo.

Na casa da outra avó tem uma cadeirinha tradicional de herença do primo, daquelas que tem pés, bandeja e altura ajustável. Então com a refeição do almoço estava tudo certo...kkk

Pesquisei inúmeros tipos de cadeiras, pensei até em comprar uma em brechó com armação de ferro mas sem regulagem de altura, mas não achei a diferença de preço tão significativa a ponto de valer a pena (era R$85 a usada contra R$130 uma nova).  Até que encontrei um modelo bem bacana da Burigotto, dobravél com duas posições de altura e o melhor de tudo...portátil e cabe numa malinha, que vem inclusa por sinal. Ótima para transportar e atendeu perfeitamente as minhas necessidades, já que de dia de semana a cadeira fica com minha mãe e de final de semana em casa.

Eis o produto que comprei...por R$139,00!!!

Cadeira Refeição Lanche - Burigotto
O teste de fogo foi levar a Catarina para uma churrascaria, ainda bem que levei a dela, porque lá a cadeira para crianças não tinha nenhuma amarração, cinto de segurança...nada. Era apenas elevada!!! Peguei a bolsinha, armei em minutos e voilá...kkk. Olha o resultado, ainda tem dúvidas se a Catarina curtiu???kkk

Catarina na sua cadeirinha

Não se preocupe, pois a amarração da cadeirinha de alimentação é compatível com qualquer modelo de cadeira. Sao duas tiras expansíveis sendo uma que envolve o assento e outra as costas da cadeira base. Além disso, a parte de tecido é lavável. Um pequeno parênteses é que o mecanismo para elevar a cadeira requer um pouco de força, ou melhor, jeito!!!