segunda-feira, 27 de maio de 2013

Vôo contra o câncer - Hospital de Barretos

As redes sociais realmente são ferramentas maravilhosas para divulgação de causas e de grande causas. Esta é uma grande causa, e vale aqui também a divulgação!!!


PRECISA-SE DE AVIÕES PARA A GUERRA CONTRA O CÂNCER.
ALGUMA COMPANHIA AÉREA SE CANDIDATA?
Rápidos, cômodos e seguros, os aviões são usados em viagens a lazer, para visitar parentes, fazer compras, reencontrar os amigos. Mas poderiam ser utilizados por um motivo ainda mais especial: salvar vidas.

Em Barretos, interior de São Paulo, está o maior e mais avançado hospital oncológico da América Latina e o único IRCAD das Américas(Instituto de Treinamento em Técnicas Minimamente Invasivas e Cirurgia Robótica).

Estamos falando do Hospital de Câncer de Barretos, que atende, diariamente, via SUS, 4.000 pacientes vindos de todos os 27 estados do país. Pessoas que viajam horas e até dias para terem acesso ao que há de mais moderno em tratamento no mundo. Sendo que, a apenas 8 km do hospital, existe um aeroporto prontinho, com uma pista maior do que a do Santos Dumont (RJ), só que sem voos comerciais.

Ou seja: não faltam passageiros, não falta infraestrutura, só falta o avião.

Ajude a espalhar esse projeto e convencer as companhias aéreas a criarem um voo para Barretos.

http://www.voocontraocancer.com.br/

VAMOS DIVULGAR???!!!!!

Eu já divulguei no blog da Cat, já reservei meu lugar no vôo e cutuquei as companhias aéreas, e você??? Não espere precisar para ajudar!!!!

sábado, 11 de maio de 2013

Diário da Cat: 19 meses e agora sem peitinho...

Esse mês também tem relato de doença, mas como essa foi mais genérica, a famosa VIROSE não darei muitos detalhes. Resumindo, foram 3 dias de vômitos com direito a Vonau, 2 dias de diarréia com direito a Floratil e 3 dias de febre com os clássicos Alivium e Tylenol e muuuito catarro. Já tinha administrado esse remedinho antes mas tinha esquecido dele. A dica da vez é o Kaloba, um medicamento fitoterápico, mas que nao deixa de ser remédio, que ajuda bastante a expectoração de catarro e melhora as infecções respiratórias. Volto a dizer aqui, que a intenção da divulgação dos nomes dos remédios não é para auto-medicação, pelo amor hein....usufrua da informação e consulte seu pediatra sobre a opinião dele a respeito destas indicações!!!

Mas o grande momento deste mês é que deixei de ser a grande fornecedora de leite da Cat....ahhhh que peninha!!! Eu sempre tive medo de como seria esse processo. De como iria dizer para a Catarina que a partir de tal dia acabou o mamá da mamãe. Mas o grande lance é deixar a coisa fluir....kkk. Claro que nada é tão fácil, mas criei tantas expectativas e temores antecipados que acabou sendo bem mais fácil do que eu esperava e até surpreendente eu diria.

Sempre fui a favor de amamentação prolongada, como muitas sabem e tem lido aqui nos meus posts esse é um assunto recorrente e o qual tenho uma opinião bem acertiva do tipo: sem essa de que não tem leite suficiente, sem essa que amamentar dói, sem essa que meu leite é fraco (a mais ignorantes de todas). Amamentar é amor, respeito e principalmente VONTADE!!!!

E a minha vontade era realmente amamentar até 2 anos, mas um belo dia mesmo eu estando presente com os peitos a disposição, bastou a avó oferecer que a Catarina mamou mamadeira!!! Pra mim, foi um sinal de que ela estava preparada para o desmame. Neste mesmo dia, ou melhor, na noite deste dia tentei oferecer a mamadeira, e....foi o maior chororô, mas não foram lagriminhas, foram berros, esperneios, soluços e muita reluta em mamar na mamadeira. Cedi, afinal nao era da tarde para a noite que iria conseguir fazer o desmame. Coloquei na minha cabeça que o truque era conversar com ela e fazer entender que mamá agora era mamadeira. E fiz exatamente assim em todas as vezes que ela pediu mamá. Nas duas primeiras vezes, ela reclamou, mas nao chegou a espernear como na noite passada, apenas negou, largou mas bastou oferecer de novo e repetir o mantra: -"mamá na mamadeira" que ela bebeu o leite todinho!!! A expectativa era a noite, afinal ela nunquinha havia mamado fora do peito para dormir. Foi tranquilo, mas o jeito de fazê-la dormir mudou para o velho ninar de bebê. No dia seguinte, percebi realmente que ela já tinha assimilado o mantra, porque ao mexer na sua maleta de saída viu a mamadeira dentro, virou pra mim e simplesmente disse: -"mamãe, mamá!!!"kkk.

Passado dois dias sem amamentar os peitos estavam daquele jeito, bem cheios e doloridos. Estava na duvida em tirar, pois essa ordenha estimularia mais a produção. Na duvida, liguei para meu GO, que passados 1 ano e 7 meses, perguntou se estava ligando por causa de um novo filho...nãoooooooo, claro que não!!!! Olha aí meninas, o que deve ser feito...

Depois da ultima mamada, esvazie os seios e enfaixe com faixa ou use um top bem apertado, isso comprime e diminui o volume disponível para enche-los de leite novamente. Como o bebê não mama mais, naturalmente a produção diminui. Além disso pode fazer uso de medicamento para ajudar, eu quis tentar fazer esse processo sem remédio, e tem dado certo...os peitinhos agora estão muchinhos e sem sua companheira diária. Nos primeiros dias tive até ciúme da mamadeira, confesso!!! Posso dizer que acabou os peitinhos, mas não o carinho....pelo menos tenho a sensação de dever cumprido, e com louvor diga-se de passagem.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Crocs

Podem achar feio, mas eu gosto dos meus Crocs e aqui em casa todo mundo tem o seu, mas confesso que fiquei muito preocupada com estas histórias que eu li pelas redes sociais a respeito do seu uso em escadas rolantes.

Vou colocar aqui, na integra, alguns casos...


RISCO IMINENTE PARA AS CRIANÇAS
Crocs em: A Bela e a Fera



Confortável, fashionista e ainda oferece praticidade e até conveniência para crianças ativas e pais atarefados. Este é o Crocs, a Bela podal. Mas existem momentos em que a Bela, ou melhor, Crocs, está mais para Fera. Isto porque, criamos o hábito de usá-lo em escolas, parques, shoppings, e é aí que se encontra o terror. Na quinta-feira, dia 25 de abril de 2013, fui ao Shopping Metrópole em São Bernardo do Campo, exatamente na Loja Renner, com a minha de quatro anos. Ela usava Crocs tipo sandália e eu, Crocs sapatilha. Ao irmos embora, nos direcionamos a escada rolante. Eu estava no mesmo degrau que a minha filha, dadas as mãos, bem atenta para ficarmos no centro do degrau, justamente para não correr o risco de o pezinho dela encostar na lateral da escada. Entretanto, ao final da escada, porém antes que se tornasse uma esteira, senti minha sapatilha agarrar, foi muito rápido, questão de segundos, saí da escada e no mesmo instante que iria tirar minha filha da escada (pois segurava a sua mão), ouvi gritos de terror. O Crocs dela foi literalmente engolido pela engrenagem. O desespero foi tamanho... Puxei-a pelo corpo, mas fiz um esforço muito grande para conseguir tirá-la, de tal maneira que a minha sensação, quando a tive nos braços, era de que o pezinho dela havia sido amputado. Muito agônica com a situação, prontamente fui conduzida ao ambulatório do shopping onde observei muito sangue e escoriações no pé direito da minha pequena. Graças a Deus, todos os dedinhos estavam inteiros. Minha filha gemia de tanta dor. Seguimos imediatamente para um hospital próximo e fraturas foram diagnosticadas, além de ferimentos em quatro dedos e na sola do pé. Para minha surpresa, o ortopedista logo perguntou se ela estava de Crocs. Certamente eu estava desinformada sobre o tema. Recobrei meu fôlego, afaguei minha princesa com muito carinho, e agora relato este acidente, pois, assim como eu, muitos pais não têm conhecimento que há alto risco no uso de Crocs em escada rolante, ou seja, é a Bela que vira Fera. Como mãe, não posso ser omissa a este acidente e deixo meu alerta: Crocs por ter uma base altamente aderente e totalmente flexível, faz com que as crianças se tornem ainda mais vulneráveis, principalmente em esteiras e escadas rolantes. Não ocorrendo os acidentes, necessariamente, nas laterais das escadas rolantes, onde em grande parte já existe uma proteção. Fiz pesquisas na internet, e pude perceber que são inúmeros os casos com acidentes com o uso de Crocs em escadas rolantes não somente no Brasil, mas como Estados Unidos, Japão, Singapura, inclusive com relatos de amputação. Há também shoppings que disponibilizam sinalizações com cuidados. Há até o desenho que simula uma sandália Crocs, porém, até então, eu não sabia do risco imediato, afinal esta sinalização é subjetiva, mesmo porque, no caso da minha filha, ela estava no meio do degrau, e a engrenagem grudou no calçado mesmo antes de se tornar plana.

Na embalagem da sandália, a Crocs há um aviso com os seguintes dizeres:

“AVISO
Para evitar ferimentos pessoais graves na utilização de escadas ou esteiras rolantes:
- Permaneça no centro do degrau, olhando para frente
- Não encoste em qualquer superfície próxima ao movimento da esteira/escada rolante ou dos degraus
- Pise com cuidado ao entrar ou sair da esteira/escada rolante
- Segure as crianças pelas mãos e supervisione-as durante todo o tempo”

Ou seja, segui todas as recomendações e ainda houve um zelo natural de mãe, e mesmo assim o pior ocorreu. Há tantos pezinhos indefesos que precisam de proteção. Para que acidentes não se tornem tragédia, Crocs é ótimo, mas somente como pantufa no conforto do lar.
Cristiane Corrêa

O problema maior são as ESCADAS. Há três anos meu filho estava com o posicionamento correto em uma das escadas rolantes do shopping Eldorado - SP e o tênis dele também ficou preso! Vivi momentos de pânico sem poder demonstrar para ele, pois tinha que acalmá-lo (na época tinha 9 anos). Os seguranças nos encaminharam rapidamente para o ambulatório, onde vimos que a parte reforçada do tênis havia protegido os dedos o meu filho. O pior é lembrar o que ouvi no SAC do shopping: eu teria que preencher um formulário para eles fazerem o reembolso do calçado depois de um determinado prazo, que com o reembolso eu não entraria com um processo e que esse tipo de acidente sempre acontecia!! Eu mesmo fui comprar um outro calçado.
Sergio Henrique Ongari

Ja aconteceu com meu filho, na época 4 anos...a escada realmente engoliu o crocs! Mas graças a deus não machucou o pé mas chegou a arrebentar o crocs de tanto q puxamos o pé!!! Um susto muito grande...
Elaine Ito

E sobre o assunto tem várias materias por aí...

http://blogs.estadao.com.br/jt-cidades/metro-recomenda-cuidado-com-crocs/
http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/sandalias-crocs-podem-estar-dias-contados-485166/
http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u639936.shtml

Eu decidi continuar a usar o Crocs, preferencialmente em casa. Se sair e esquecer de tirá-las, na escada rolante com certeza, a Cat vai no colo!!!